Graute【2020】– O que é? + Vantagens | Preços | Como preparar

Sabe aqueles espaços  vazios comuns em estruturas? Para o preenchimento desses espaços não é utilizado concreto, mas sim o graute que é uma espécie de massa.

Por possuir uma consistência fluida, o graute é uma massa muito utilizada para reparos. Existem diferentes tipos de grautes feitos com diferentes composições.

Para saber mais a respeito dessa massa,  falaremos nesse post sobre os principais tipos, vantagens, desvantagens, custo e muito mais!

O que é graute?

Graute é um tipo de pasta de argamassa  que possui uma consistência fluida utilizada para preencher espaços vazios em locais difíceis de acessar. Um ponto importante com relação a essa massa é que ela  não  requer o uso de vibradores para o seu adensamento ao espaço.

Graute5 Graute4

Onde é utilizado? – Aplicações e usos

O graute  pode ser utilizado para o encamisamento de itens de estrutura metálica,  assim os deixando protegidos da ação da corrosão, para o preenchimento de trincas e fissuras, para preenchimento de blocos de alvenaria estrutural armada, para deixar regular superfícies que  serão utilizadas como base para equipamentos e máquinas, entre outros.

Os diferentes tipos de grautes são pastas destinadas ao preenchimento de vazios em locais que possuem difícil acesso, seja por se tratar de um espaço muito estreito ou com muitos obstáculos como: armaduras, tubulações, entre outros.

A fluidez do graute permite fazer o total preenchimento da seção, sem existir a necessidade de adensamento. A alta resistência no início permite a rápida liberação das fôrmas e da estrutura grauteada, com isso permitindo maior agilidade no para fixação dos equipamentos, e também a rápida colocação da estrutura que foi reparada ou reforçada.

Graute3

O aumento da resistência no final e a apresentação de módulo de deformação compatível com o do concreto possibilitam um bom desempenho no caso de esforços elevados, mesmo sendo para reforço de concretos que tenham alta resistência.

Tipos de graute

Os grautes podem ser  feitos  com bases diferentes sendo elas: base mineral ou base orgânica. As diferenças entre os dois tipos de bases para graute são as composições e suas finalidades.

O graute com base mineral é utilizado em construções civis, isso se deve principalmente ao custo mais baixo que ele possui. A composição do graute com base mineral possui cimento e suas características dependem do tipo de cimento utilizado na sua produção.

Graute6

Já o graute de base orgânica tem uma composição com origem,e é exatamente por esse motivo que que possui esse nome. A constituição do graute orgânico possui em sua grande maioria resinas epóxi que são derivadas do petróleo. Por isso, o custo acaba sendo mais elevado, e por isso esse é um tipo de graute utilizado mais em em condições especiais nas quais ele se torne o mais recomendado.

Graute7

O graute de base orgânica é muito usado em obras industriais, injeções e reparos de trincas ou fissuras, sob altas temperaturas e também para uso submerso.

Fazer uso do  graute de base orgânica ou resinada é vantajoso principalmente devido a baixa viscosidade para o preenchimento de fissuras, alta resistência mecânica e boa aderência ao concreto e aço.

Principais vantagens e desvantagens

Com relação as principais vantagens no uso do graute podemos encontrar:

  • Maior resistência
  • Rapidez
  • Fácil manuseio
  • Evita a necessidade de trabalho com tijolos compactos
  • Facilidade em preencher mesmo pequenos vãos
  • Proteção contra a corrosão dos imóveis
  • Ótimo acabamento por assentar facilmente na superfície na qual é aplicado.

A unica desvantagem que o graute possui é que apesar da sua eficácia, ele não é regularizado pela ABNT. Sendo assim, para uma utilização mais segura, muitos profissionais indicam utilizar o graute industrializado.

Quanto custa em média? #preço

Os custos do graute podem variar de acordo com cada região do país e também se o concreto utilizado for feito no canteiro de obras, pois é necessário levar em consideração todos os materiais utilizados na preparação.

tipos de graute

Mesmo assim, podemo citar um preço médio do produto no mercado com base nas massas já prontas. Geralmente, uma embalagem com 20 kg pode custar um pouco mais de R$ 35.

Como preparar graute? – Passo a passo

Agora que você já sabe tudo sobre os tipos de graute é hora de aprender como preparar o graute. A primeira coisa a ser feita antes de iniciar a preparação do graute na obra é necessário realizar algumas preparações tanto do espaço quanto da massa para que a aplicação seja feita corretamente.

É importante que cada fase seja feita com o devido cuidado, com isso garantindo que a massa atinja o máximo do seu potencial. Caso não siga cada passo corretamente, o erro em um dos passos pode causar efeitos em todas os outros, com isso resultando em algo totalmente fora do desejado. Acompanhe a seguir todos os passos para preparar o graute da forma certa:

1. Preparação da obra

O primeiro passo é a limpeza do local no qual será feita a aplicação do graute. Isso porque, sujidades, inclusive óleos e graxas, podem sem prejudiciais no processo de aderência da massa. Se a massa não aderir bem ao espaço , o cimento não atinge a resistência e com isso os demais objetivos que citamos anteriormente. Sendo assim, de nada adiantaria a aplicação.

Após fazer a limpeza da área, é interessante marcar os espaços onde será aplicado o graute. Especialmente se este espaço for o solo, Afinal, a massa tem boa fluidez, e pode se espalhar por locais não desejados.

Depois, deve saturar a superfície preparada com água, evitando o excesso de água para que não ocorra empossamento. Seguir esse passo certinho é fundamental, pois isso irá tornar o espaço úmido e mais receptivo à aplicação da massa.

2.  Mistura da massa

Existem diferentes indicações para a preparação do graute, que citaremos a seguir. Porém, é necessário destacar que as instruções e quantidade de materiais necessários podem variar de acordo com cada tipo de obra. Por isso é necessário deixar o comando da obra com um engenheiro ou arquiteto experiente. Apenas especialistas podem indicar as mudanças necessárias.

É importante fazer uso de baixo teor de cal. Esse cuidado diminui a ocorrência de falhas de retração da massa, com isso permitindo maior aderência. Já para que haja fluidez do material, é importante tratar a relação água/cimento como 0,9. Enquanto isso, a resistência do concreto deve ser de 14MPa.

A mistura considerando os agregados necessários, pode ser feita manualmente no canteiro de obras. Porém, caso seja faça necessário grandes quantidades o mais indicado é optar por um  misturador de ação forçada. Mais do que agilizar o processo, esse meio de preparação trará homogeneidade para o concreto permitindo que a mesma massa possa ser utilizada em áreas maiores, assim diminuindo o risco de diferenças na estrutura.

Como misturar graute.

A mistura da massa deve ser feita da forma correta com isso evitando que uma parede fique  mais resistente do que a outra.  Nenhum grande problema aparente, não é mesmo? Porém, caso ocorra o desbalanceio das estruturas pode ocorrer pressão exagerada sobre um local e com isso resultar no seu desgaste prematuro.

A mistura é um processo rápido, que leva no máximo apenas 5 minutos. Dependendo do tipo de concreto, o mais  indicado é  colocar na massa 30% de brita ou outro mineral, mas não mais do que essa quantidade. Com isso, a fluidez do será preservada. Independentemente do tipo de agregado utilizado, ele deve estar limpo e seco para ser adicionado à mistura.

3. Aplicação do graute

Assim como os passos anteriores, a aplicação do graute merece muita atenção. O cuidado garante que a massa seja aplicada na quantidade e locais certos, se espalhando e preenchendo completamente todo o espaço.

Como aplicar graute na obra.

Por causa da fluidez da massa, indicamos que faça o despejo de forma contínua na área onde deve ser preenchido. Imagine alguém despejando a água de um balde em outro balde, isso evitará bolhas e irá facilitar a compactação do material.

Essa dica é importante também para agilizar o processo, já que fazer a aplicação com uma colher de pedreiro pode ser bem demorado. Nesse caso, o material pode escorrer e ser desperdiçado.

Também é importante evitar a necessidade de desempeno da massa após fazer a aplicação.É importante que ela se acomode sozinha. O ideal é alisar a superfície para que ela fique plana e regular com isso possibilitando a continuidade da obra.

Ficou com alguma dúvida sobre o graute? Já sabe qual o melhor tipo para o que deseja fazer? Deixe seu comentário abaixo.


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.